Seguidores

sábado, 26 de maio de 2012

Costeletinhas de cordeiro (anho) com molho de mostarda

 

Estas costeletinhas são uma iguaria. Em todos os concursos de culinária se vê um prato feito com elas.
Claro que mais bonitos que o meu, que mesmo gostando de cozinhar não sou nenhuma chef, e muito menos fotógrafa, mas o que interessa é o sabor, e esse posso dizer que estava óptimo.
Tanto cá na Suíça como em França a carne de anho é muito apreciada e é uma carne muito saudável também.
Normalmente, estas costelinhas devem ficar um pouco mais rosadas, mas o marido gosta de mais bem passado, mas estavam tenrinhas na mesma, aconselho a protegerem os ossinhos com película de alumínio, ficam com uma melhor apresentação, mais branquinhos.


Ingredientes-2 pessoas

1 costela de anho ( normalmente traz 6 costelinhas)
1 limão
mostarda em grão e normal, também pode utilizar um pouco de mostarda de Dijon com a que costuma usar habitualmente
2 folhas de louro
1 dente de alho
azeite
manteiga

Preparação:

  • Deixar de um dia para o outro no frigorífico a costela inteira, bem envolvida com o sumo de limão, o alho e as folhas de louro
  • Coloque uma frigideira ao lume com o azeite e a manteiga
  • Pré aqueça o forno a 210°
  • Tempere a carne com sal e esfregue um pouco de mostarda pela carne de ambos os lados
  • Sele a carne de todos os lados rapidamente em lume médio forte
  • Volte a barrar com maionese e leve ao forno num pirex com o molho que ficou na frigideira
  •  No meu forno ao fim de 10 minutos ficou pronta, mas depende dos fornos, não deixe assar demais senão fica uma porcaria
  • Retire, cubra com película de alumínio e deixe repousar 5 minutos
  • Fatie e sirva, acompanhei com feijão verde e arroz
Bom apetite!





sexta-feira, 25 de maio de 2012

Sobre a minha gravidez

Esta gravidez, está a correr muito melhor que a primeira, não quer dizer que eu goste de estar grávida, porque não gosto. Este desabafo já me trouxe alguns comentários menos agradáveis, como se todas as mulheres fossem obrigadas a gostar de estar gravidas, como se eu fosse diferente e estranha. Mas sinceramente não me afectou!
Eu sinto o que sinto, e cada pessoa é diferente, não devemos confundir esses sentimento com o não gostar dos filhos, muito pelo contrário, faço tudo pelo meu, mas durante a primeira gravidez, fui obrigada a estar em repouso a maioria dos meses, foi muito difícil, tinha muitas dores, em todo o lado, se estivesse algum tempo em pé desmaiava, não conseguia dormir, era impossível mexer-me com o tamanho da barriga, engordei imenso, sempre cheia de azia, de refluxo, de calor, até a tomar banho me sentia mal, as estúpidas oscilações de humor, cheguei a pensar que sofria de doença bipolar. Um sem numero de aspectos que me fizeram odiar estar gravida. Sentia-me enorme ( e estava), depois a ansiedade, nunca mais nascia, 40,41,42 semanas e nada, nem sinal de contracções, internada, parto provocado durante 3 dias, com óvulos, contracções artificiais, horríveis, 3 dias de verdadeira tortura. E assim se foi a ideia romântica que muitas teem sobre a gravidez.
Uma coisa é certa, quase ninguém nos conta os aspectos negativos, eu sempre ouvi  mulheres, a dizerem que a gravidez, era a melhor fase da vida delas, que era maravilhoso, e bla bla bla, mas nunca as ouvi dizer, que já andavam a uma semana com prisão de ventre e com uma crise de hemorróidas que nem se atreviam a sentar.
Eu sei que nem todas as mulheres são iguais e que para umas a experiência é maravilhosa, mas tenho a certeza que não sou a única a pensar desta forma, e que as nossas mães e pessoas próximas, nos deviam dizer toda a verdade sobre a experiência, e não o fazem.
O resultado final, é um bebe lindo que nos dá trabalho, mas é muito recompensador, se passava por tudo outra vez para ter o meu filho? Claro, tanto é que estou gravida de novo,  carregada de enjoos, cozinhar para mim, agora é um frete, a carne dá-me nojo, tudo me deixa agoniada, e só penso em dormir, de vez em quando ainda sou presenteada com umas enxaquecas de cair para o lado, portanto está tudo dentro da normalidade.

*Este texto pode ferir susceptibilidades, se nunca esteve gravida e esta a pensar engravidar por favor não leia*:)

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Batatas assadas ligth e tomate cereja


 Tenho tentado reduzir as calorias, diminuo sempre a quantidade da gordura que coloco nos meus cozinhados, utilizo sempre azeite na maioria das vezes, e tento não comer muita quantidade. Mesmo assim ainda estou com quilos a mais, que foram ganhos na ultima gravidez , e agora com outro a caminho, já estou a ver que o mais certo é ter que me inscrever no Biggest Loser.
Estas batatinhas são pouco calóricas, coloquei um raminho de tomates cerejas junto a assar porque já estavam um bocadinho moles. E eu adoro tomate assado. As batatas são uma boa alternativa ás batatas fritas, e acompanham bem um prato de carne.

Ingredientes- 2 pessoas

4 batatas
1 colher de sopa de azeite
3 colheres de sopa de água
1 ranco de alecrim
sal


Preparação:

  • descasque as batatas , lave-as e corte em palitos grossos
  • disponha numa travessa
  • envolva o azeite, a água e o sal e o alecrim
  • leve a assar em forno quente, até estarem douradas
  • mexa-as para as virar e leve a assar novamente
  • se quiser assar uns tomatinhos, como eu fiz, é agora altura de os juntar, pois demoram pouco tempo a assar.



 Bom apetite!


quarta-feira, 23 de maio de 2012

Sopa com grelos de broculos

 

Os grelos de bróculos são uma boa fonte de ferro, ficam bons em sopas, cozidos, salteados e até mesmo em arroz, cá em casa consomem-se bastante. E como por cá o tempo não aquece, umas sopas sabem sempre bem para aconchegar o estômago. E toda a família gosta de uma sopa nutritiva.

Ingredientes:

feijão manteiga
batatas
cenouras
cebola
chuchu
grelos de bróculos
1 dente de alho
salsa
azeite

* coloco os ingredientes a olho, não os contabilizo

Preparação:

  • coloque uma panela  com agua e sal a ferver
  • descasque os legumes e corte-os aos bocados ( reserve os grelos o 3 colheres de sopa de feijão)
  • coloque a cozer
  • triture grosseiramente com a varinha
  • junte os grelos e o restante feijão e um fio de azeite
  • Deixe cozer e sirva
Eu usei feijão que previamente tinha cozido e congelado, mas também pode usar de lata. O chuchu, também tinha no congelador, e costumo usá-lo em sopas ou refogados.


Bom apetite!











terça-feira, 22 de maio de 2012

Conserva de molho de tomate caseiro

 

 Este molho de tomate é óptimo. Comecei a fazê-lo e a conserva-lo em frascos, acaba por ser muito prático, para aqueles dias em que não temos muito tempo para cozinhar, porque já tem a cebola e o alho refogado incluído, por isso basta colocá-lo directamente na panela e começar a cozinhar.
Pode usar-se em refogados, assados, estufados ou apenas aquece-lo e coloca-lo por cima de um bom prato de massa como foi o caso de estes tortellinis recheados com carne.

Ingredientes:

tomate pelado q.b
cebola e alho
cenoura
louro
algumas colheres de polpa
azeite
pimenta
sal

Preparação:
  • Colocar a cebola picada a refogar com o azeite
  • A meio juntar o alho picado
  • Quando estiver refogado junte os tomates e a cenoura picada ( se não gostar de cenoura, coloque uma pitada de açúcar por causa da acidez do tomate)
  • Tempere com sal e pimenta, se tiver vários tipos de pimenta melhor, misture que fica bom
  • Deixe cozer em lume brando, assim que reduzir junte um pouco de água e a polpa, a folha de louro e deixe cozinhar cerca de 20 minutos, em lume baixo até ele ficar bem espesso. 

Para conservar, basta colocar os frascos durante um minuto no microondas na potencia máxima, sem as tampas e de seguida enche-los com o molho ainda quente , fechar muito bem e guarda-los com a tampa para baixo. Pode guarda-los um ano ou mais, é exactamente a mesma técnica que se utiliza com as compotas.
Fácil, pratico e económico!

Bom apetite!



segunda-feira, 21 de maio de 2012

Salada quente de feijão frade

 

Este acompanhamento é muito simples de fazer e muito saudável, servi-o com peixe á bordalesa mas acompanha bem tanto o peixe como a carne. E sempre é uma sugestão diferente e muito agradável.

Ingredientes:

250 g de feijão frade
1 nabo
nabiças q.b

Preparação:
  • Cozer o feijão ou usar já cozido ( neste caso convém aquece-lo)_
  • Cortar o nabo e as nabiças aos bocados e cozer ( colocar na panela primeiro o nabo)
  • Quando estiver cozido misturar tudo
  • Temperar com o azeite e um pouco de vinagre

Bom apetite!

Dica semanal

Retirar manchas de gordura

Polvilhe com pó de talco, deixe agir por alguns minutos e depois lave.
O pó de talco absorve a gordura.

Boa segunda feira!

Ementa semanal

segunda-feira
almoço: costelinha grelhada á mexicana com arroz de grelos de broculos
jantar:  sopa de feijão frade, ervilhas de quebrar com cenoura e cebolinha salteados com ovos escalfados

terça-feira
almoço:filetes de sardinha com arroz de tomate
jantar: macedónia de legumes com atum

quarta-feira
almoço: espetadas de naco de boi com bacon e salada
jantar: mexilhões de tomatada com torradas

quinta-feira
almoço: salmão grelhado com limão e legumes cozidos
jantar:  sopa de grelos, courgetes recheadas e salada

sexta-feira
almoço: bifes de peru com molho de alcaparras
jantar: sopa de nabiças e sandes de salsicha de churrasco e agrião

sábado
almoço: pizza de vegetais
jantar: galo estufado com vinho tinto e especiarias

domingo
almoço: roti de porco assado com batatas
jantar: caldo verde e sandes

Bom início de semana!

domingo, 20 de maio de 2012

Cheescake de morango

 

 Com a chegada dos dias quentes, apetece umas sobremesas mais frescas e leves, foi a primeira vez que fiz um cheescake, ficou muito bom, mas para a próxima aumento a quantidade de queijo, para o bolo ficar mais alto, mas de resto fiquei satisfeita com o resultado. Foi um dos bolos que preparei para o primeiro aniversário do meu filho agora em maio.

Ingredientes:

Para a base:
200 g de bolacha Maria ou torrada ( também pode misturar as duas)
40 g de manteiga derretida
4 colheres de sopa de leite

Para o recheio:
400 g de mascarpone, aconselho 600g para ficar mais alto

2 ovos
150 g de açúcar de pasteleiro ( em pó)
sumo de meio limão
1 colher de chá de raspa de limão

Para a cobertura:
2 folhas de gelatina
500 g de morangos
2 colheres de açúcar

Preparação:
Base

Triturar as bolachas e misturar com a manteiga e o leite, amasse bem até ficar uma massa homogénea, se necessário mistura um pouco mais de leite. Coloque no fundo de uma forma com aro amovível, até cobrir todo o fundo, prense bem com a ajuda de um copo.

Recheio:

Bata as gemas com o açúcar, até ficar uma mistura mais clara, junte o mascarpone e bata mais um pouco, junte o sumo e raspa de limão e envolva bem. De seguida bata as claras em castelo e envolva á mistura anterior, coloque o aro na forma e disponha o recheio, alise. Leve ao forno pré- aquecido a 180° entre 30 a 40 minutos.
Retire do forno e deixe arrefecer

Cobertura

Corte os morangos ao bocados e deixe a macerar com as 2 colheres de açúcar durante 20 minutos , enquanto prepara a massa e o recheio. Demolhe as duas folhas de gelatina em água fria.
Depois num tacho leve a fogo médio os morangos, deixe cozinhar até ficar com aspecto de compota, 15 minutos mais ou menos, depois retire do fogo e deixe arrefecer até ficar morno, junte a gelatina demolhada e mexa bem.
Cubra o bolo já frio com esta mistura, e leve ao frigorífico durante 2 horas no mínimo.


Bom apetite!